Menu

Como fechar a varanda de apartamento com vidro

Tuesday, 30 April 2013. Publicado na Seção: Produtos

Protegida com vidro, a varanda ganha aconchego e se transforma num dos espaços mais concorridos do apartamento. Saiba a melhor forma de isolar a sua sacada.

varandavidro

No projeto da arquiteta Mayra Lopes, de São Paulo, a varanda foi fechada com um sistema que permite abertura total das folhasde vidro (execução da Solid Systems). “O espaço ficou mais acolhedor e com ares de living”, avalia.

Meio fora, meio dentro. Esse perfl híbrido da varanda, um lugar para encontros e celebrações, é que torna o ambiente tão cobiçado nos últimos tempos. Antes de promovê-la a estrela do apartamento, no entanto, há quem prefra criar uma forma de mantê-la fechada, conquistando mais aconchego e proteção para descansar ou receber os amigos. “Quem escolhe um imóvel com sacada já pensa em criar um canto de lazer. A salvo do vento e do barulho, ele fca ainda mais agradável”, observa a arquiteta Mayra Lopes.

varandavidro01

A estrutura de fechamento apoia-se sobre o guarda-corpo neste projeto do arquiteto Gerson Dutra de Sá, de São Paulo. A execuçãoé da AtlanticBox. Do lado de fora, uma tela confere mais segurança ao apartamento, que tem criança entre os moradores.

Do ponto de vista arquitetônico, a varanda cumpre uma função que vai além de ser espaço de relaxamento, pois cria sombreamento sem bloquear a entrada de ar e claridade. “Com medidas generosas, esse lugar se coloca como extensão natural do living. Por isso, é normal isolá-lo”, avalia Mayra. Quanto à parte legal, lembre-se de que essa decisão envolve o condomínio. Defnir o sistema de fechamento e o tipo de vidro a ser usado requer, em primeiro lugar, uma verifcação das normas do edifício. Detalhes como as cores do vidro e dos perfs são determinados em convenções internas”, orienta Valmir Almeida, diretor da empresa AtlanticBox, de São Paulo. Obedecer a esse padrão mantém a unidade visual do prédio – o que valoriza o imóvel em caso de venda – e evita que sua obra seja questionada pelos vizinhos.

A força do vento nos andares mais altos serve de parâmetro para todos os outros. “Vidros com espessura de 8 ou 10 mm garantem a resistência necessária para isolar a sacada. Se for laminado [uma película interna impede a queda de estilhaços em caso de quebra], melhor ainda”, revela Tatiana Morigana, gerente operacional da Tecvetro, também de São Paulo. As folhas de vidro podem ir do piso ao teto ou começar a partir do guarda-corpo. “Cabe ao instalador avaliar a melhor opção, de acordo com a resistência da mureta original”, explica Valmir. Nos dois casos, evite tirar as portas entre a varanda e os ambientes internos. Elas estão ali para proteger o restante do imóvel de vento e chuva.

Por dentro da lei

Por não ser computada como área útil do imóvel, a varanda tem um peso menor no cálculo do IPTU. Fechá-la pode desequilibrar a conta, motivo pelo qual há tantas discussões sobre o que pode e o que não pode ser feito nesse território. As leis a respeito do assunto são municipais – não há consenso nacional sobre o tema. No rio de Janeiro, por exemplo, alterar projetos de varanda é algo delicado. Se sua cidade tem uma política mais maleável, como ocorre em São Paulo, é preciso estar atento ainda à convenção do condomínio, que ganha peso de lei e sujeita o condômino a multas pesadas em caso de desrespeito.

varandavidro02

1. Sistema europeu. É o mais vendido atualmente. Permite a abertura total do vão e se adapta a todos os formatos de varanda. As folhas de vidro ficam alinhadas num único trilho por um pivô central. Com um giro de 90 graus, elas se recolhem por completo num dos cantos. A vedação contra água é pouco efciente.

2. Sistema Stanley. De acordo com o tamanho do vão, acrescentam-se mais trilhos por onde as lâminas de vidro podem correr. Assim, a abertura fica quase completa: todas as folhas se escondem atrás de um painel fxo. A distribuição versátil controla o vento de forma especialmente efcaz.

3. Sistema versatik. Funciona como uma grande janela, com duas laterais fxas e as lâminas centrais móveis correndo por um único trilho. A desvantagem está na limitada abertura do vão, a menor entre os sistemas. Por outro lado, apresenta a mais alta capacidade de vedação da chuva.

Quem Faz

Na hora de contratar o serviço de uma empresa, verifique se ela oferece atendimento pós-venda e garantia. Peça indicações de antigos clientes – são um bom termômetro da qualidade dos serviços.

Belo Horizonte

Cortina de Vidro - tel. (31) 3285-0443;

Maceió

Art Vidros - tel. (82) 3327-4059;

Porto Alegre

Cristal Point - tel. (51) 3383-1866;

Rio de Janeiro

Moviglass - tel. (21) 2577-5454;

Salvador

Ais Vidros - tel. (71) 4103-3083;

São Paulo

AtlanticBox - tel. (11) 3722-2065;

Solid Systems - tel. (11) 3666-8329;

Tecvetro - tel. (11) 4941-4914;

Casa Dine de Vidros - tel. (11) 3255-9922;

Fonte:CasaAbrilCasaAbril

Publicidade

Leave a comment

You are commenting as guest.